Total de visualizações de página

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Arqueólogos acreditam ter descoberto uma deusa até então desconhecida em inscrições de um templo etrusco de 2.500 anos em Poggio Cola, na Itália.



Segundo os pesquisadores, as inscrições traduzidas recentemente fazem referência a uma divindade chamada Uni, que os cientistas acreditam ser uma das mais importantes da mitologia etrusca e a responsável pela fertilidade. A menção foi encontrada em uma pedra de 225 quilos e é parte de um texto sagrado, que segundo os arqueólogos, é possivelmente um dos mais antigos da cultura etrusca. O líder das pesquisas, Gregory Warren, descreveu a peça "como uma das descobertas etruscas mais importantes da últimas décadas". Com 120 caracteres diferentes, a inscrição ajudou os pesquisadores a aprenderem um pouco mais sobre a língua e a gramática etrusca. Além dos escritos, também já foram encontrados no santuário de Poggio Colla, localizado perto de Florença, artefatos como um fragmento de cerâmica que retratava a mais antiga cena de nascimento na Europa, o que reforça a ideia dos cientistas de que Uni era a deusa da fertilidade. Os etruscos ocuparam o norte da Itália entre 400 e 800 a.C. e fundaram cidades importantes, que mais tarde tornaram-se grandes centros do Império Romano. Mas, por conta de poucas descobertas e da dificuldade de acesso à escrita etrusca, pouco se sabe sobre o estilo de vida e as crenças deste povo. Fonte: IFL Science Imagem: Mugello Valley Project

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Mistério: “Carta do Diabo” escrita por freira possuída é lida após 300 anos e revelações chocam cientistas


 Carta do Século 17 escrita por Freira possuída pelo demônio finalmente traduzida


Escrita a exatos 341 anos, uma carta deixada por uma freira supostamente possuída pelo demônio foi recentemente decifrada por pesquisadores italianos. A religiosa, rebatizada como Maria Crocifissa della Concezione após trocar o nome Isabella Tomasi, fazia parte do mosteiro de Palma di Mantechiaro, localizado na Sicília, em 1676, quando alegou ter recebido a presença do Diabo. Ela contou ter acordado coberta de tinta com a carta a sua frente. Ela teria então sido possuída e obrigada a escrever as palavras.

Foto reprodução
Desde então, estudiosos do país vêm tentando decifrar a enigmática mensagem deixada pela freira, que contêm, dentre símbolos do alfabeto grego, caracteres árabes.
O que a carta diz
A mensagem foi um mistério para os cientistas durante muitos séculos. A carta foi escrita em uma mistura de alfabetos e os pesquisadores introduziram no software “o grego antigo, árabe, alfabeto rúnico e latim para decifrá-la”, lê-se no jornal La Stampa.
“Nós ouvimos falar de ‘software’ que deveria ser usado por serviços de inteligência para decifrar códigos”, diz Daniele Abate, líder da equipe de Ludum responsável pela pesquisa. O conteúdo da carta foi introduzido no software, explicaram os cientistas.
A carta descreve Deus, Jesus e o Espírito Santo como “pesos mortos”. “Deus pensa que pode libertar os mortais”, diz a carta escrita pelo “diabo”, que termina com “Deus foi inventado pelo homem” e que “esse sistema não funciona para ninguém”.
“Talvez agora o rio Estige exista”, escreveu a freira ditada pelo diabo, referindo-se ao rio Estige que, de acordo com a mitologia grega, separa a Terra do mundo dos mortos, Hades.
Mas quem escreveu a carta?
A carta foi escrita por Isabella Tomasi, nascida em 1645 e renomeada como irmã Maria Crocifissa della Concezione após sua entrada no convento siciliano de Palma di Montechiaro.
De acordo com a história, em uma manhã de 1676, a freira despertou com o rosto cheio de tinta e com a carta escrita em frente a ela. Ela disse às suas irmãs que foi o diabo que lhe mandou escrever a carta.

Chocados com as revelações, alguns dos cientistas advertiram que a mensagem incongruente não está completa, já outros mais incrédulos, acreditam que a freira “sofria de esquizofrenia”, podendo ter sido ela mesma quem escreveu a carta, sem a “ajuda” do diabo.

domingo, 17 de setembro de 2017

O SEGREDO DOS NÚMEROS 3, 6 e 9


Nikola Tesla - O SEGREDO DOS NÚMEROS 3, 6 e 9


Uma suposta descoberta recente de desenhos de Nikola Tesla revelando um mapa de multiplicação que contém todos os números em um sistema simples de se usar foi descoberto. Os desenhos foram descobertos em uma loja de antiguidades em Phoenix, capital do Arizona, por Abe Zucca, segundo o site CBS News. Acreditam que os desenhos tenham sido criados nos últimos anos do Laboratório de Energia Livre de Tesla, o Wanderclyffe. O manuscrito aparenta ter muitas soluções para perguntas ainda sem respostas sobre matemática. Os esboços estavam escondidos em um baú com vários outros desenhos e manuscritos, desde tecnologias portáteis à sistemas de energia livre. Alguns já são conhecidos do público, enquanto outros ainda não são. Nicola-Tesla - To no Cosmos O “Mapa para Multiplicação” ou a “Espiral Matemática”, foi a descoberta mais notável. Dias após a descoberta o matemático, Joey Grether trabalhou duro para decifrar o sistema e obteve êxito. Grether sugere que a Espiral não apenas explora a multiplicação como uma rede entrelaçada, mas também ‘oferece um entendimento visual de como todos os números são auto-organizáveis em 12 posições de componibilidade’. “Esse dispositivo nos permite ver os números como padrões, a formação de números primeiros, primos gêmeos, multiplicação e divisão, também outros sistemas que eu acredito que ainda serão descobertos”, diz o Professor Joey. 

O diagrama é bastante intuitivo, permitindo os estudantes a verem como os números trabalhão juntos baseados em uma espiral com 12 posições. 12 ou múltiplos de 12, é o maior sistema de números altamente compostos, o motivo do qual temos 12 meses em um ano, 12 polegadas na medida de ‘pés’, 24 horas em um dia, e por aí vai. Tesla é conhecido pela frase: “Se você soubesse da magnificência dos números 3, 6 e 9, então você teria a chave do Universo”. 

 Quando a “Espiral Matemática” é analisada, a soma repetida dos dígitos dos números 3, 6, 9 e 12, se repetem constantemente na mesma sequência, 3, 6, e 9. Seria disso que Tesla estava falando? É difícil dizer, mas Joey Grether parece acreditar que sim. “Essa avanço é fenomenal. Se conseguíssemos que todos os estudantes do planeta usassem essa técnica, para brincar com ela, e ajudassem a descobrir como usá-la, nós conseguiríamos deixar de lado a aversão cultural que o povo tem em relação à Matemática. Ao invés de memorizar a tabela de multiplicação, poderíamos aprender a posição dos números e ter um entendimento melhor de como eles funcionam.” Juan Zapata, aluno do Professor Joey disse: “Eu costumava dizer que era ruim em matemática… porque isso é o que todos dizem. Mas agora, eu tô tipo, cara, isso é muito fácil”. Um outro fato curioso sobre a ‘Espiral de Tesla’, é que ela é datada em 12/12/12, 1912. Grether e seus alunos querem que dia 12 seja um feriado nacional em homenagem a um dos maiores cientistas que já existiu na face da Terra. Nikola Tesla.

Fonte: Canal RedPill


Fim dos mundo: Numerólogo diz que planeta se chocará com Terra e destruirá tudo no próximo sábado



Os terráqueos têm apenas uma semana para aproveitar o planeta que habitam, de acordo com o numerólogo David Meade. É que o autor do livro 'Planet X - The 2017 Arrival' acredita que o mundo vai acabar no dia 23 de setembro, quando o planeta Nibiru (ou 'Planeta X') vai colidir com a Terra. A Nasa nega que esse planeta exista. De acordo com o Estadão, Meade usa passagens bíblicas para reforçar sua teoria - que antes estabelecia outubro como o mês do fim do mundo. Segundo o numerólogo, o Grande Eclipse Americano, que aconteceu em 21 de agosto, indicava a aproximação do planeta. "Vejam, o Dia do Senhor está vindo - um dia cruel, com ira e fúria - para tornar a Terra desolada e destruir os pecadores dentro dela. As estrelas do céu e suas constelações não vão se iluminar. O sol será escuro e a lua não mostrará sua luz", justifica o numerólogo, baseado em trechos do 13º capítulo do livro de Isaías no Velho Testamento. Meade diz ainda que sua teoria tem como base uma série de coincidências com o número 33, por exemplo, a lua ficar preta. "Isso ocorre a cada 33 vezes em Gênesis. O eclipse começou em Oregon, o 33º Estado", defendeu, em entrevista ao Daily Star.

terça-feira, 12 de setembro de 2017

Ciência: A astronomia segue viva no Brasil

Imagem do telescópio japonês Subaru, no Havaí. O Brasil participará de um projeto para construir dois equipamentos de alta tecnologia que serão acoplados ao telescópio (NAOJ/Divulgação)

Encontro apresenta grandes projetos internacionais com investimento brasileiro, apesar dos cortes no orçamento destinado à pesquisa



Não é de hoje que o investimento em ciência e tecnologia no Brasil não anda bem. De 2014 para cá, o setor vem sofrendo cortes sucessivos em seu orçamento, após um breve período de crescimento. E desde que o Ministério de Ciência, Tecnologia e Inovação se juntou ao das comunicações, logo no início do governo de Michel Temer (PMDB), sem aumento no orçamento, a briga para conseguir financiar pesquisas e outros projetos no país tem sido cada vez mais dura. Em um cenário tão pessimista para a ciência brasileira, a XLI Reunião da Sociedade Astronômica Brasileira (SAB), que promoveu uma série de encontros na última semana para apresentar o que há de novo na pesquisa em astronomia no Brasil e no mundo, trouxe uma esperança. Entre os destaques do que foi discutido, encontram-se não só estudos de ponta realizados por equipes nacionais, mas também parcerias com países que são referência mundial em inovação e até a fundação de uma associação de pesquisadores para estudo de vida fora da Terra.

Pesquisa no Brasil -   Apesar de todas as dificuldades orçamentárias, a quantidade de artigos científicos publicados por brasileiros aumentou nos últimos anos. Só em astronomia, o número que era de aproximadamente 4.000 pesquisas divulgadas entre 2000 e 2009 saltou para 5.300 de 2010 a 2017. “Esse crescimento só aconteceu por causa dos investimentos que fizemos na última década”, afirma o astrofísico Thiago Signorini Gonçalves, professor da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e coordenador de comunicação da SAB. “Mas devemos começar a sentir o peso dos cortes [no orçamento] já nos próximos anos.” Fonte: Veja

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Clima e ciência: Mudança climática pode causar 152 mil mortes por ano no fim do século

(Rafael Marchante/Reuters)

Entre 1981 e 2010, só 5% da população da Europa foi exposta a eventos climáticos anormais. Entre 2071 e 2100, serão dois terços


Incêndios florestais como os que devastaram Portugal no mês passado vão se tornar regra, e não exceção, se nada for feito para atenuar as mudanças climáticas que já estão em curso graças à ação humana. É o que revela um artigo científico publicado no começo do mês. A equipe do meteorologista italiano Giovanni Forzieri – à serviço da Comissão Europeia, o órgão executivo da União Europeia (UE) –, usou simulações de computador complexas para descobrir como o clima da Europa vai se comportar ao longo do próximo século caso a temperatura média do planeta continue subindo no ritmo atual. As previsões indicam que, entre 2071 e 2100, só no continente europeu, morrerão 152 mil pessoas por ano por causa de ondas de calor e desastres naturais como incêndios e inundações – todos consequências diretas ou indiretas do aquecimento global. Entre 1981 e 2010, só 5% da população da UE (25 milhões) foi exposta a eventos climáticos anormais – entre 2071 e 2100, serão 351 milhões de pessoas. Esse número equivale a cerca de dois terços da população prevista para a UE no final do século (518 milhões). Os países mediterrâneos serão os mais afetados. Espanha e Itália e o sul da França terão de lidar com 64 vezes mais mortes decorrentes do aumento da concentração de CO2 na atmosfera se nada for feito.

As ondas migratórias e a consequente redistribuição das concentrações populacionais no continente também foram consideradas nas simulações – o aumento no número de habitantes de regiões litorâneas aumenta um pouco a exposição dessas pessoas a inundações, mas esse risco equivale a apenas 10% do total de mortes previstas (os outros 90% são consequência exclusiva do aumento de temperatura). A população europeia, mais velha que a média de idade mundial, colabora com os números – pessoas com mais de 60 anos são mais vulneráveis a problemas de saúde que podem piorar em temperaturas médias mais altas. Especialistas sem associação com o estudo o elogiaram, mas apontaram limitações. “Estar ou não no caminho de um evento climático não é garantia de que você morrerá”, afirmou ao The Guardian David Alexander, do University College de Londres. “A vulnerabilidade depende em um monte de outras variáveis.” Já Paul Wilkinson, da Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres, afirmou ao Público que o estudo é importante como alerta para acelerar programas e acordos que tentem reduzir o aquecimento global e formas de mitigar suas consequências. “O aquecimento global pode resultar num impacto humano muito acelerado a não ser que sejam tomadas medidas adequadas de adaptação.”


Fonte: superinteressante

AQUECIMENTO GLOBAL & MUDANÇAS CLIMÁTICAS - Parcipação do Prof. Dr. RICARDO AUGUSTO FELÍCIO.


Astrofísica: A bunda de Júpiter

Tornados gigantes no pólo sul de Júpiter (Nasa/NASA)

Ele tem um núcleo sólido sete vezes maior que a Terra, e um pólo forrado de ciclones parecidos com os nossos.


O nome dele em proto-indo-europeu, a língua que deu origem a quase todos os idiomas do Ocidente, é “Papai do Céu”. No original, Dyaus Pita. Dyaus (céu) viraria “Zeus” em grego, e essa palavra passou a denominar o chefe do panteão divino dos helênicos. Em Latim, Dyaus virou “Deus”. Os gregos deixaram de lado o Pita (“papai”). Os romanos, não. Por lá, a divindade central continuou chamando Dyaus Pita, ainda que numa versão contraída: Júpiter. Mais tarde, você sabe, o nome migraria para o céu de fato, desta vez para identificar o mais majestoso dos planetas. E agora. Só agora. O maior de todos do Sistema Solar mostra o seu rosto de verdade. Graças à Juno, a sonda que já está há um ano nos arredores do gasoso. Neste momento, a sonda está dando voltas em Júpiter numa trajetória extremamente elíptica: numa hora, ela se afasta bastante do planetão; depois volta como um bumerangue, passando quase que de raspão pelo pólo-sul jupteriano a cada 53 dias. De raspão mesmo: a sonda chega a apenas 4 mil quilômetros do planeta. Para você ter uma ideia, os nossos satélites de telecomunicações ficam a 35 mil quilômetros da Terra – a Lua, que é logo ali, dez vezes mais do que isso. Bom, o resultado desses raspões da Juno são imagens inéditas e inesperadas, como esta aí em cima. Elas dão uma cara nova a Júpiter, bem diferente daquela mais conhecida, que mostra as listras do plano equatorial do planetão. Uma cara tempestuosa, diga do deus nervosinho que o batizou. O pólo sul de Júpiter é uma coleção de tornados sem fim, feitos de neve misturada com amônia. Os maiores têm 1.400 quilômetros de diâmetro – curiosamente, o mesmo tamanho dos ciclones aqui da Terra, apesar de Júpiter ser 11 vezes maior.

(Nasa/NASA)


A maior novidade, porém, não vem dessas imagens. A Juno mediu o campo gravitacional de Júpiter, e atestou que o planeta não é exatamente uma bola de gás com um núcleo sólido minúsculo. Tal núcleo é bem maior do que se pensava: tem algo entre 7 e 25 vezes a do nosso planeta e, calcula-se, ela pode ter 70 mil quilômetros de diâmetro – metade do total do planeta (a Terra tem 12 mil). Depois de tudo isso, ainda fica uma expectativa: em julho a Juno vai sobrevoar de perto a Grande Mancha Vermelha – a “tempestade eterna” do tamanho da Terra que assola Júpiter há mais de 300 anos. Certamente o Papai do Céu trará novas surpresas.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores

Marcadores

astrologia (177) magia (80) signos (80) espiritualidade (60) conceito (57) comportamento (55) Astrofísica (54) espaço (53) (52) umbanda-astrologica (50) tarô (47) esoterismo (39) pesquisa (37) previsões (37) taro (35) mulher (34) conceitos (33) pesquisas (31) gostosa (30) umbanda astrológica (29) estudo (26) astrofisica (25) horoscopo chinês (25) planetas (24) religião (24) horoscopo (23) ciência (21) bem estar (20) climazzen (20) cabala (19) arcanos (18) astronomia (18) lua (18) destino (17) energias (17) terra (16) vibrações (16) arcanjo (15) cosmos (15) saúde (15) ifá (14) zodiaco (14) estrela (13) exu (13) mapa astral (13) planeta (13) umbanda-astrológica (13) Nasa (12) Quíron (12) beleza da mulher (12) 2012 (11) ogum (11) poder (11) sensual (11) atriz (10) biblia (10) ensaio (10) fotos (10) lilith (10) lingerie (10) prazer (10) Candomblé (9) Estrelas (9) Foto (9) Sol (9) dragão (9) estudos (9) numerologia (9) protetores (9) rituais (9) Marte (8) RELAÇÕES MÍSTICAS (8) ancestrais (8) apresentadora (8) axé (8) cientistas (8) escorpião (8) ex-BBB (8) galáxia (8) mistério (8) odús (8) posa (8) 2016 (7) Astrônomos (7) astros (7) beleza (7) busca (7) energia (7) magia sexual (7) plutão (7) política (7) regente do ano (7) São Paulo (6) ano do Dragão (6) arcano (6) carma (6) casas astrologicas (6) força (6) mago (6) metodos (6) orgasmo (6) praia (6) saude (6) vídeo (6) astrologia sexual (5) babalawo (5) biquíni (5) caboclos (5) calendário maia (5) criança (5) câncer (5) mediunidade (5) proteção (5) reencarnação (5) sexualidade (5) xangô (5) Capricórnio (4) Amor e sexo (3) anjo de hoje (3) anjos da guarda (2) ( 45 graus ) (1)