Total de visualizações de página

sexta-feira, 14 de abril de 2017

Astrofísica: Lua de Saturno exibe condições para vida fora da Terra, diz Nasa

Enceladus, uma das luas de Saturno, lança vapor d'água no espaço. Mosaico feito com imagens da sonda Cassini,

Enceladus tem hidrogênio molecular, fonte de energia que, junto ao oceano e à química dessa lua, a torna um dos locais mais favoráveis à vida fora da Terra


A Nasa anunciou a descoberta de hidrogênio molecular em Enceladus, uma das luas de Saturno, evidência que, somada ao oceano sob a superfície gelada do satélite, faz dela um dos lugares mais favoráveis ao desenvolvimento de vida fora da Terra. Os detalhes da detecção, publicados nesta quinta-feira na revista Science, foram divulgados por astrônomos da missão Cassini, em uma aguardada conferência no auditório da agência espacial americana, em Washington, nos Estados Unidos. De acordo com os cientistas, o hidrogênio molecular (H2) é um poderoso indício de que haja uma fonte de energia química no planeta. Essa energia, somada à existência de água líquida, encontrada em Enceladus pela Cassini em 2014, que é a condição fundamental para a vida como conhecemos, fazem com que a pequena lua gelada seja muito propícia ao surgimento de seres vivos. É a primeira vez que os pesquisadores encontram as duas coisas reunidas em um mesmo lugar, o que faz o estudo ser extremamente promissor para a busca de vida fora da Terra. “Ainda não sabemos se há ‘vida lá fora’, mas, neste momento, estamos fazendo um progresso imenso”, disse Thomas Zurbuchen, um dos membros da Nasa, durante a conferência nesta quinta-feira. “Não descobrimos vida em Enceladus, até agora, mas ficaríamos muito empolgados se pudéssemos detectá-la nessa lua”, afirmou Chris Glein, um dos autores do estudo e membro da missão Cassini, durante a conferência, em resposta à pergunta: “Poderia haver micróbios ou mesmo pequenos camarões em Enceladus?”

“Basicamente, a descoberta revela que os ingredientes para a existência de vida estão lá – o que ainda não é uma prova de que ela tenha se desenvolvido. O estudo mostra que existe um oceano e também a química necessária para que os seres se desenvolvam, o que torna Enceladus um local potencialmente habitável”, afirma o astrônomo Douglas Galante, pesquisador do Laboratório Nacional de Luz Síncrotron (LNLS/CNPEM), em Campinas, e do Núcleo de Pesquisa em Astrobiologia da Universidade de São Paulo (USP). “É uma pesquisa extremamente importante para a detecção de vida no universo e esse conhecimento pode ser aplicado também para o estudo da habitabilidade de planetas fora do sistema solar.”

Hidrogênio molecular 

Enceladus é uma pequena lua gelada de 504 quilômetros de diâmetro (para comparar, a Terra tem 12.742 quilômetros de diâmetro) que orbita Saturno, gigante gasoso que é um dos maiores planetas do sistema solar. A sonda Cassini, missão conjunta entre a Nasa e a Agência Espacial Europeia (ESA, na sigla em inglês), que estuda o planeta desde 2004, descobriu em 2005 que a lua expelia jatos gelados, indício de um oceano de água líquida sob a superfície. Cerca de três anos depois, os instrumentos da sonda captaram vapor d’água, dióxido e monóxido de carbono nesses jatos. Há pouco mais de dois anos, a análise detalhada dos dados da sonda, publicada na revista Science revelou que Enceladus abriga um imenso oceano de água líquida, condição primordial para a presença de vida. O segundo fator essencial para a existência de seres vivos é energia. Como Enceladus está muito distante do Sol (Saturno fica a 1,4 bilhões de quilômetros da estrela) e não pode aproveitar essa fonte, os astrônomos da missão Cassini e do Southwest Research Institute (SwRI, na sigla em inglês) decidiram voltar aos jatos gelados da pequena lua e investigar se ali existia alguma pista de fontes energéticas. As informações do novo estudo vieram de um dos últimos voos da sonda sobre Enceladus, feito em 28 de outubro de 2015. A sonda passou a apenas 49 quilômetros da superfície, o mais perto que uma missão já chegou da superfície dessa lua, e captou alguns componentes dos jatos d’água expelidos. A análise desses compostos revelou a existência de hidrogênio molecular e dióxido de carbono em desequilíbrio químico – ou seja, em proporções tais que configuram evidências de uma fonte de energia química. Se esses compostos, nas proporções encontradas em Enceladus, reagirem entre si, podem dar origem à vida.

Liderados pelo astrônomo americano Hunter Waite, os astrônomos compararam a combinação dos compostos de Enceladus com o processo realizado por microrganismos que habitam as profundezas dos oceanos terrestres. Em ambiente aquático e na ausência de luz, esses minúsculos seres vivos combinam hidrogênio molecular com gás carbônico para produzir metano, em uma reação chamada metanogênese (parecida com a fotossíntese dos vegetais, mas sem a necessidade de luz). Essa fonte de energia química é base de vastos ecossistemas dos oceanos da Terra e, possivelmente, foi dessa forma que os primeiros organismos vivos se desenvolveram em nosso planeta. Esses processos sob os oceanos terrestres têm sido estudados há cerca de três décadas por cientistas que analisam criaturas conhecidas como extremófilos, animais que sobrevivem em condições extremas, fornecendo o conhecimento que permitiu a comparação com a vida no ambiente de Enceladus. “Se correta, essa observação tem implicações fundamentais para a possibilidade de vida em Enceladus; desequilíbrio químico que, como se sabe, sustenta a vida microbiana nos oceanos profundos da Terra também está disponível para sustentar a vida no oceano de Enceladus”, afirma o geoquímico Jeffrey Seewald, pesquisador do Instituto Oceanográfico de Woods Hole, nos Estados Unidos, em um comentário que acompanha o artigo da Science.

Ilustração mostra a sonda Cassini em seu voo sobre os jatos de Enceladus, em 2015. (//Nasa)


Vida alienígena?

De acordo com o estudo, a hipótese mais plausível para a origem do hidrogênio molecular em Enceladus é um processo hidrotermal que combina água, rochas e reações bioquímicas primitivas. Contudo, apesar de promissora, a evidência aponta apenas para a possibilidade de vida – e não a comprovação de sua existência, pelo menos por enquanto. “Na Terra, aconteceu de a vida surgir em condições semelhantes, ou seja, uma forma de vida poderia usar essas condições com facilidade”, explica o astrônomo Gustavo Porto de Mello, professor do Observatório do Valongo da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e membro da Sociedade Astronômica Brasileira (SAB). “Contudo, para comprovar que ela existe ainda são necessárias medições mais sofisticadas, que apenas uma nova missão poderia nos trazer.” Segundo os astrônomos, o terceiro passo em busca de vida fora da Terra envolveria a busca de compostos baseados em carbono, como açúcares ou aminoácidos. A combinação de água líquida, energia e as moléculas baseadas em carbono traria evidências robustas da possibilidade de vida nesse ambiente. “Ainda não encontramos esses três fatores reunidos, que seriam a receita para a existência de seres vivos fora da Terra. Mas Enceladus é um fortíssimo candidato a ter todas as condições de habitabilidade para a vida como conhecemos, só depende de continuarmos procurando”, afirma Douglas Galante, pesquisador do Núcleo de Astrobiologia da USP. De acordo com os astrônomos responsáveis pela missão Cassini, corpos celestes recobertos por um oceano, como a lua Enceladus, são ótimos candidatos ao desenvolvimento de vida alienígena. “Esses ‘mundos oceânicos’ acabaram de ser descobertos e são os melhores lugares para o desenvolvimento da vida como conhecemos”, afirmou o astrônomo Jim Green, diretor da Divisão de Ciências Planetárias da Nasa, durante a conferência, em Washington.
Por Rita Loiola/Veja
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores

Marcadores

astrologia (179) magia (81) signos (81) espiritualidade (60) Astrofísica (57) conceito (57) comportamento (55) espaço (54) (54) umbanda-astrologica (50) tarô (47) esoterismo (39) pesquisa (37) previsões (37) taro (35) mulher (34) conceitos (33) pesquisas (31) gostosa (30) umbanda astrológica (29) estudo (26) religião (26) astrofisica (25) horoscopo chinês (25) planetas (24) horoscopo (23) ciência (22) bem estar (20) climazzen (20) cabala (19) lua (19) terra (19) arcanos (18) astronomia (18) destino (17) energias (17) vibrações (16) arcanjo (15) cosmos (15) saúde (15) ifá (14) zodiaco (14) estrela (13) exu (13) mapa astral (13) planeta (13) umbanda-astrológica (13) Nasa (12) Quíron (12) beleza da mulher (12) poder (12) 2012 (11) ogum (11) sensual (11) Sol (10) atriz (10) biblia (10) ensaio (10) fotos (10) lilith (10) lingerie (10) prazer (10) Candomblé (9) Estrelas (9) Foto (9) dragão (9) estudos (9) numerologia (9) protetores (9) rituais (9) Marte (8) RELAÇÕES MÍSTICAS (8) ancestrais (8) apresentadora (8) axé (8) cientistas (8) escorpião (8) ex-BBB (8) galáxia (8) mistério (8) odús (8) posa (8) 2016 (7) Astrônomos (7) astros (7) beleza (7) busca (7) energia (7) magia sexual (7) plutão (7) política (7) regente do ano (7) São Paulo (6) ano do Dragão (6) arcano (6) carma (6) casas astrologicas (6) força (6) mago (6) metodos (6) orgasmo (6) praia (6) saude (6) sexualidade (6) vídeo (6) astrologia sexual (5) babalawo (5) biquíni (5) caboclos (5) calendário maia (5) criança (5) câncer (5) mediunidade (5) proteção (5) reencarnação (5) xangô (5) Capricórnio (4) Amor e sexo (3) anjo de hoje (3) anjos da guarda (2) ( 45 graus ) (1)