Total de visualizações de página

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Sexualidade: Astrologia a mulher e fértilidade


No mapa de uma mulher, além do período fértil da mulher, que acontece entre as menstruações, existe um outro período, que pode ser identificado de acordo com o mapa astrológico de cada uma, em que a fertilidade também fica muito evidenciada. Nota-se que nos casos de mulheres com dificuldades em engravidar, quando a concepção era feita nestes dias em que astrologicamente a fertilidade fica em evidência, os casos de sucesso na gravidez podem chegar a 98%, enquando pelos métodos tradicionais a porcentagem será muito inferior.

Claro que além dos fatores que proporcionam fertilidade numa mulher, como o signo solar, lunar, Ascendente e a posição da Lua, não basta. Na verdade há necessidade de observar-ser todas as configurações, como o peso dos elementos, a posição de Vênus, de Marte e os aspectos entre planetas. Como tambem as casas de sexo, V e VIII.

No entanto em algumas pessoas, o metodo desenvolvido por grandes astrológos estudiosos da fertilidade das mulheres via zodiaco, pode identificar sim dias de alta fertilidade! Além disso, foi observado que havia uma forma de identificação de bebês meninos ou meninas, também de acordo com o mapa astrológico da mãe.

Assim, é possível fazer uma análise do mapa astrológico da mulher, verificando as possibilidade de uma gravidez em sua vida e naquele momento de sua vida. Verificando-se a possibilidade, é possível fazer uma tabela de fertilidade, orientando sobre qual dia de cada mês a possibilidade de concepção é maior e, ainda, a tendência sobre o sexo do bebê. A pesquisa astrologia revela que os dias férteis de cada mulher estão de acordo com seu mapa natal. Um método que pode ajudar uma mulher a evitar períodos no mês em que poderia correr o risco de uma gravidez problemática.

De modo simplificado, o metodo consiste em calcular a distancia entre o sol e a lua natal, tendo esses dados em mãos, identifica-se por meio das efemérides, a distancia entre o sol e lua em transito naquele mês que corresponde a mesma distancia do sol e lua natal. Anota esses dias, e depois identificamos o ângulo entre o transito do sol e da lua que reproduz a distancia do sol e da lua antiscio do mapa natal, que seriam outros dias astrologicamente férteis.

Há também identificou outros dias férteis cada mês quando o angulo entre sol e lua em transito reproduz a mesma distancia do sol natal e do ponto oposto a lua natal antiscio, ou seja a lua contra-ansticio. E assim os estudiosos do tema dizem que identificando esses 3 períodos, discarta a lista de momentos críticos , de grande dificuldades na gravidez, como a incidência de abortos.




Se você quiser saber o antiscio de qualquer planeta, você deve primeiramente observar na primeira tabela qual o signo antiscio desse planeta, por ex: lua em touro, o antiscio é leão,o contra- antiscio seria aquário. Para encontrar o antiscio em grau:Por ex: Lua 20º10” de touro, já sabemos que o antiscio cai no sigo de leão, para achar o grau exato, temo que subtrair os graus do planeta de 30º00, então sobra 10º,50” e o antiscio de 20º10” da lua em touro, será= 10º50”de Leão, sendo o contra- antiscio o signo oposto , no caso sendo : 10º50” de aquário.

Há tambem uma diferença entre mulheres no que se refere a fertilidade, no tocante aos seus orixás. As mulheres adeptas dos cultos afrobrasileiros, pensam que por serem filhas de Oxum, todas serão férteis, assim como tambem se forem filhas de Iemanjá ou sendo de um elemento de àgua! Mas, na verdade envolve muito mais coisas do que se imagina. Na verdade é preciso vêr qual é seu orixá da fertilidade, do sexo e do amor. Nem sempre o orixá de cabeça rege essas areas na nossa vida. Assim como vemos a fertilidade de um signo cair em outro através da configuração, com os orixás tambem temos que verificar toda uma hierarquia.

Pela Europa toda, nos milênios anteriores ao cristianismo, predominava a religião da Lua. Eram rotineiros os rituais, cerimônias e festas da Lua Cheia. Algumas Luas Cheias eram consideradas particularmente poderosas e sagradas; talvez esses assim chamados primitivos estivessem sintonizados com as flutuações da energia e do poder da Lua. A festa da Lua Cheia pode ter constituído um canal de vazão seguro e possivelmente até saudável para as emoções que se acumulam durante o ciclo mensal e que tendem a precisar de uma descarga por volta da Lua Cheia. O Halloween (Dia das Bruxas) e a Páscoa são, na verdade, remanescentes das celebrações dessa era de que os padres da Igreja, astutamente, se apropriaram.

Antes de o cristianismo ter-se tornado a religião dominante na civilização ocidental, havia muitos deuses. Entre os mais comumente adorados estavam as deusas da Lua, chamadas por muitos nomes, inclusive Diana, Ártemis e Hécate. As pessoas recorriam a elas para garantir a fertilidade, os partos sem problemas, as boas colheitas e o sucesso nas caçadas. Naqueles dias a taxa de mortalidade infantil e morte por parto eram altas, de modo que os seus templos eram populares. Nenhuma mulher que desejasse filhos e quisesse sobreviver à gravidez faria pouco caso de Diana.

A velha palavra anglo-saxônica, wicca, significa simplesmente conhecimento e incorporava o conhecimento de quando plantar, caçar e pescar e de como curar usando plantas, ervas e outros meios naturais. Até hoje os bons fazendeiros sabem observar a lua para as épocas de plantio e colheita. Como os antigos, eles constatam que as sementes brotam muito melhor logo depois da Lua Nova, principalmente da Lua Nova em Touro que cai no fim de abril ou começo de maio. Da mesma forma, os pescadores dedicados compram calendários da Lua que indicam as melhores épocas para pescar.

Os antigos rezavam a Diana, a deusa da fertilidade, para que o parto corresse bem, algo que, naqueles dias, não era uma certeza. Muitos povos diferentes por todo o mundo partilhavam a crença de que a Lua também tinha o seu ciclo menstrual. Mesmo os que não adoravam a Lua diziam que ela tinha seu período quando estava escura. Muitas tribos diferentes, ignorantes dos fatos da vida, acreditavam que as mulheres eram fertilizadas pela Lua Cheia. Já se observou que as mulheres que vivem juntas tendem a ajustar seus ciclos menstruais um ao outro. Os biólogos opinam que a explicação é algum tipo de percepção olfativa subliminar dos hormônios liberados. Imagine a vida num acampamento ou numa tribo onde a maioria das mulheres ovule ao mesmo tempo, estando na época mais reativa do ponto de vista sexual, enquanto lá em cima a Lua está cheia e as emoções atingem o auge. A ligação entre a Lua e a fertilidade seria forte nessa visão do mundo bem como a ligação com os nascimentos, já que nove meses lunares depois, também na Lua Cheia, as crianças nasceriam.

Muita fertilidade a toda, muito prazer e boas gestações repletas de saúde!

Carlinhos Lima - Astrologo
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Seguidores

Marcadores

astrologia (177) signos (80) magia (78) espiritualidade (60) conceito (57) comportamento (55) (51) umbanda-astrologica (50) tarô (47) espaço (42) esoterismo (39) pesquisa (37) previsões (37) Astrofísica (35) taro (35) mulher (34) conceitos (33) pesquisas (31) gostosa (30) umbanda astrológica (29) estudo (26) horoscopo chinês (25) planetas (24) religião (24) horoscopo (23) astrofisica (22) bem estar (20) climazzen (20) cabala (19) arcanos (18) lua (18) astronomia (17) ciência (17) destino (17) energias (17) vibrações (16) arcanjo (15) cosmos (15) saúde (15) ifá (14) zodiaco (14) exu (13) mapa astral (13) umbanda-astrológica (13) Nasa (12) Quíron (12) beleza da mulher (12) terra (12) 2012 (11) estrela (11) ogum (11) planeta (11) poder (11) sensual (11) atriz (10) biblia (10) ensaio (10) lilith (10) lingerie (10) prazer (10) Candomblé (9) Foto (9) Sol (9) dragão (9) estudos (9) fotos (9) numerologia (9) protetores (9) rituais (9) Marte (8) RELAÇÕES MÍSTICAS (8) ancestrais (8) apresentadora (8) axé (8) escorpião (8) ex-BBB (8) odús (8) posa (8) 2016 (7) Astrônomos (7) astros (7) beleza (7) busca (7) cientistas (7) energia (7) galáxia (7) magia sexual (7) mistério (7) plutão (7) política (7) regente do ano (7) Estrelas (6) São Paulo (6) ano do Dragão (6) arcano (6) carma (6) casas astrologicas (6) força (6) mago (6) metodos (6) orgasmo (6) praia (6) saude (6) vídeo (6) astrologia sexual (5) babalawo (5) biquíni (5) caboclos (5) calendário maia (5) criança (5) câncer (5) mediunidade (5) proteção (5) reencarnação (5) sexualidade (5) xangô (5) Capricórnio (4) Amor e sexo (3) anjo de hoje (3) anjos da guarda (2) ( 45 graus ) (1)