Total de visualizações de página

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Tarologia: Jeitos facéis de Jogar Tarô e como ele surgiu

O Tarot forma um conjunto de 78 cartas, sendo 22 cartas identificadas como Arcanos Maiores e 56 como Arcanos Menores. Os Arcanos Menores são mais conhecidos, já que possuem características semelhantes ao baralho de cartas comum. Realmente, o Tarot serve para muitas oportunidades de nossas vidas. Serve para adivinhar, para acrescentar emoção às nossas dúvidas, serve para duvidar mais ainda, para esclarecer, para preencher horas de solidão, para entreter pessoas em festas desanimadas. Mas serve, também e principalmente, para se mergulhar naquilo que chamamos de alma humana. Aliás, no palco onde está sendo encenada essa tragicomédia humana, sempre vemos os personagens travestidos como nos arquétipos.  

Estudar Tarot, de uma forma ou de outra, é compreender as nossas aflições e dificuldades e antever os nossos medos e angústias. Estudar Tarot é bater papo com o nosso inconsciente. É tornar consciente algumas verdades que nos são reveladas na medida do nosso amadurecimento. E, a não ser que você seja um apaixonado das emoções humanas, o Tarot lhe parecerá apenas cartas bem ilustradas. Portanto, estudar Tarot é ter a nítida compreensão de si mesmo e de seus semelhantes.
Para Court de Gebelin, a palavra Tarot tem o significado de “estrada real da vida”. Na sua opinião, o Tarot originou-se no antigo Egito e representava a história da criação do mundo e das três primeiras eras. Os quatro naipes se destinavam a representar os quatros estados políticos do Egito e como estes se organizavam. Espada – os soberanos e a nobreza militar Paus ou Vara – os agricultores Copas – os sacerdotes e o clero Moedas – os comerciantes em geral Em conferência pronunciada para uma extensa platéia em sua época, Gebelin se reportou ao fato de que a humanidade possui um livro de extrema sabedoria, originário do antigo Egito, mas que esta mesma humanidade, por ignorância, desconhece o tesouro que possui. Este livro é o Tarot. : “Ele é tudo o que resta, na nossa época, das magníficas bibliotecas do Egito. E ele é tão ‘vulgar’ que nenhum estudioso achou por bem se incomodar, pois antes jamais alguém suspeitou de sua origem”.

Esta teoria egípcia, defendida por Gebelin, é a mais aceita, já que foi muito bem fundamentada por ele. Para ele, o jogo de Tarot é baseado no número 7, número sagrado entre os egípcios. Associando determinadas figuras das cartas com os deuses egípcios e mais a reconstrução da rota que o Tarot tomou para chegar à Europa, Gebelin conseguiu recolher argumentos incontestáveis para a sua teoria. Segundo Mebes (G.O.M.), o Tarot também tem sua origem no antigo Egito. Os sacerdotes, em Memphis, certos de que a civilização egípcia estava em seus últimos dias de esplendor, ocultaram seus conhecimentos sob a forma de um baralho, na esperança de que, pelo hábito do jogo, sobrevivessem e um dia fossem compreendidos. De acordo com alguns autores, a primeira aparição do Tarot na Europa data de 1392 e era considerado o tesouro da corte do Rei Carlos VI, da França. Jacquemin Gingoneur as desenhou especialmente para diversão deste rei. Nas se sabe se Gingoneur as criou ou apenas copiou algum baralho existente. Já Alliette, o famoso cabelereiro, mago e alquimista, que apregoava aos quatro cantos ter mais de 2000 anos, declarou que o Tarot foi concebido 171 anos após o 3 Dilúvio. Hermes Trimegisto e mais dezessete magos teriam escrito o livro de Thot sobre folhas de ouro, num templo situado em Memphis, Egito.

Há também uma outra teoria. De que os Arcanos Maiores são originariamente independentes dos Menores. Na verdade, os Arcanos Menores guardam semelhança com as cartas de Tarot dos hindus e dos chineses. Mas o mesmo não acontece com os Arcanos Maiores. É possível que os quatro naipes dos Arcanos Menores tenham uma correspondência com as quatro castas do hinduísmo. De qualquer forma, os ciganos em 1398, recém-chegados ao quadrilátero da Boêmia, se espalharam pela Suíça, Itália e, depois, Espanha. É através do Tarot dos Boêmios que se atribui a expansão do Tarot e da Cartomancia na Europa. A partir daí, os simples jogos de cartas passaram a ter uma conotação advinhatória popular.

O tarot ajuda a esclarecer os problemas maiores do consulente através de sua linguagem simbólica e esotérica, com uma ação "adivinhatória" profunda, quase sagrada. Os tarólogos estão de acordo que é imprescindível que o consulente acredite e tenha confiança em quem está fazendo a leitura, pois somente assim as cartas poderão "falar" com o tarólogo, revelando os segredos do passado, presente e futuro. É preciso haver uma boa sintonia entre o consulente e o tarólogo para que a energia flua e o jogo se mostre de forma clara e nítida. Para que as respostas do tarot sejam precisas, o consulente deve se concentrar muito bem na sua pergunta e formulá-la de maneira clara e sem ambiguidades. Quanto mais objetivo for ao fazer a pergunta, mais diretas e consistentes serão as respostas. Quando as perguntas são simples as cartas dão seu recado com a mesma simplicidade, sem entrar em aspectos secundários, obtendo respostas mais precisas.

Portanto, realizar uma consulta com ansiedade, nervosismo, pressa, alteração emocional ou por impulso não permite que o consulente tenha lucidez sobre as questões que são de fato importantes para a resolução de seus problemas, ainda que o tarólogo saiba conduzir a consulta de forma competente; por isso o consulente precisa estar tranquilo e relaxado, livre de pensamentos negativos e ceticismo. Seu estado emocional é importante também, pois se o consulente estiver nervoso, descontrolado ou em choque com algum acontecimento recente ele nada ou pouco conseguirá absorver das orientações dadas pelo tarot, pois não estará em condições emocionais de entendê-las. Por isso é aconselhável que o consulente se acalme e relaxe antes de fazer uma consulta para obter um bom proveito do que será dito.

Outro fator importante é a atitude e a postura do consulente durante a leitura. O consulente deve relaxar e procurar esvaziar a mente de bloqueios e medos. É importante pensar positivo e estar receptivo e aberto aos conselhos e orientações das cartas, para dessa forma entrar em sintonia com energias positivas. O pensamento negativo e as idéias pré-concebidas e derrotistas "atraem" o negativismo, interferindo na energia da leitura; ou seja, se a pessoa acha que tudo está perdido e nada vai dar certo o jogo nada poderá fazer por ela, pois ela está "fechada" para qualquer tipo de ajuda ou conselho que possa ser dado para melhorar sua situação. Dessa forma, as respostas fornecidas serão vagas, curtas e evazivas. O tarot é um instrumento sagrado que liga o ser humano ao Divino. O tarólogo é o canal de canalização e contato entre o consulente (aquele que se consulta) e o Plano Superior. O tarot é um meio de autoconhecimento capaz de mostrar o que se passa no subconsciente do consulente, ajudando-o a se conhecer melhor. O tarot funciona através de dois elementos: 1- Pela interpretação das cartas através da análise dos símbolos contidos nas mesmas. No momento da leitura o subconsciente do tarólogo entra em sintonia com o subconsciente do consulente, possibilitando uma análise do momento de vida do mesmo e a visão das possibilidades futuras de uma situação perguntada. 2- Pela sincronicidade, ou seja, quando sai uma determinada carta para o consulente durante a consulta é porque o simbolismo daquela carta descreve o momento atual que mesmo está vivenciando.

Para fazer uma boa consulta o consulente deve escolher um momento calmo para realizar o jogo, em que não será interrompido por terceiros e em que não esteja ocupado com outras atividades ao mesmo tempo, pois a concentração do consulente durante a leitura é de extrema importância, pois ajuda a sintonia com o tarólogo e com o oráculo, possibilitando respostas mais profundas, precisas e esclarecedoras. É fundamental seu envolvimento e atenção para o que está sendo dito, não só para que o tarólogo possa identificar com mais clareza o que está ocorrendo, mas também para que o consulente compreenda a fundo a mensagem e a orientação que lhe estão sendo passados. Por isso deve evitar a companhia de outras pessoas no instante da leitura, que podem distraí-lo ou dispersar sua atenção da consulta, interrompendo inclusive o diálogo com o tarólogo e desviando sua energia do jogo. As interrupções e interferências externas quebram a energia do jogo, dissipando muitas das informações que poderiam ser passadas pelo tarólogo através de sua intuição e percepção. Se puder ficar em um ambiente silencioso melhor ainda, pois os barulhos e os sons ao redor também podem desviar a atenção do consulente prejudicando a leitura.

As cartas mostram as tendências e a melhor forma de agir no momento presente, identificando quais os obstáculos no caminho do consulente e orientando o que o mesmo deve fazer para ultrapassá-los. O tarot mostra a tendência mais forte e provável de ocorrer, mas nunca uma certeza absoluta, pois o consulente pode alterar o rumo da situação através de seu livre-arbítrio. E através das cartas o tarólogo analisa, prevê e também adivinha, pois, muitas pessoas tem o dom de sensitividade a trajetória (boa ou má) de uma situação e ainda orienta e aconselha o melhor caminho a seguir. O tarólogo só interpreta o que foi lançado à mesa, pois não possui poder para mudar resposta alguma nem sabe mais do que aquilo que as próprias cartas revelam. O tarot é um grande dicionário de símbolos e cabe ao tarólogo decifrá-los a medida que vão aparecendo durante a leitura, os quais ajudarão o consulente a entender melhor seu presente e as perspectivas do futuro, desde que o consulente ouça sua voz interior expressa através das cartas e busque novos rumos e atitudes, realizando mudanças em sua vida.

Por último, também é importante para o consulente evitar querer "testar" os conhecimentos e os supostos "poderes" do tarólogo, esperando que ele "adivinhe" sua vida e o que está pensando. O tarot lida com sincronicidade e a sintonia de energias entre o consulente e o tarólogo, e quando é feito um "teste" desse tipo essa sintonia não ocorre, dificultando e até bloqueando a energia da leitura. A fé é um elemento essencial para que o tarólogo, através da interpretação das cartas e de sua intuição, possa orientar o consulente de forma proveitosa e objetiva. É essencial estar aberto e receptivo às orientações e mensagens e confiar no que está sendo dito, pois do contrário a energia não fluirá e a consulta será evasiva e superficial.
A seqüência de cartas
Antes de começar a leitura, as cartas são embaralhadas pela própria pessoa. Alguns dizem que isso transfere a energia da pessoa para o baralho. Essa pessoa também deve se concentrar na pergunta ou assunto para o qual quer orientação, enquanto embaralha as cartas. Em alguns círculos tradicionais, são realizadas uma escolha e uma separação mais elaboradas (veja a Ordem Hermética do Amanhecer Dourado - Hermetic Order of the Golden Dawn (em inglês) - versão para website.
Depois de embaralhadas e cortadas, as cartas são dispostas sobre a mesa, seguindo um padrão chamado seqüência. Cada posição tem um significado. Há muitos tipos diferentes de seqüência, variando das com uma só carta àquelas que incluem todas as 78. Qual seqüência usar depende de quem vai ler e do tipo específico de pergunta ou leitura. Algumas delas concentram-se mais em um tipo específico de informação. Por exemplo, uma seqüência pode focar mais em assuntos emocionais, enquanto uma outra pode levar a mais informações sobre as influências dos outros. Na verdade, o melhor é estudar muito desenvolver a intuição a habilidade e a sensibilidade. Além disso não ficar preso aos manuais, tentar entrar em contato com os Guias Superiores e não ver o Tarô apens com um Oraculo, mas, como um livro de vida. Tambem não ficar preso a teorias de mestres. O importante é desenvolver seu proprio metodo, assim o tarologo se tornará mais forte com certeza. Ha anos que estudo as mais variadas tecnicas e estou preparando livro misticos e espiritualistas que logo lançarei. Também com a nossa equipe Clima Zen sempre buscamos o melhor. 
O importante é que o estudante do Tarô se sinta em harmonia com as vibrações das cartas, assim ele passará a ter uma sincronia muito fina com os naipes. Veja cada carta com seu simbolismo, como um retrato de uma cena. Dai você poderá direcionar essa cena, para a questão que você busca desvendar. E o mais importante de tudo é que o buscador siga o seu Mestre Interior, não tendo que seguir muito os palpiteiros que tentam só desencoraja-lo induzindo-o apenas ao uso da simbologia.
Uma das seqüências mais comuns é a Cruz Celta:


Foto cedida por Os caminhos dos anjos
Seqüência de tarô da Cruz Celta
Outras seqüências incluem: Esse é o metodo que eu mais uso, e que mais aproveito as mensagens dos arcanos por ser Astrologo tambem. A Mandala Astrologica tem uma montagem fantastica pois podemos usar as casas e influencias dos Arcanos de acordo com a linguagem astrologica. Com esse metodo eu aproveitarei, pra inserir o Tarô na Umbanda-Astrologica e ter uma visão melhor das influencias dos Orixas sobre os nativos. Breve estaremos lançando cursos sobre o Taro na Umbanda e a Mandala Astrologica mais profundamente e bem facil de entender, tambem pela internet com apostilas, bem elaboradas.

Foto cedida por Os caminhos dos anjos
A seqüência do Horóscopo



Foto cedida por Os caminhos dos anjos
A seqüência por Cinco


Foto cedida por Os caminhos dos anjos
A seqüência do Pentagrama
Há muitas outras seqüências para a leitura das cartas de tarô, e o tarólogo ainda pode inventar a sua própria.
Abaixo, usando a seqüência da Cruz Celta como exemplo, pode-se perceber que há uma ordem para a colocação das cartas e que a posição de cada uma tem um significado. Cada posição pode ter diferentes significados, tudo depende de para quem você pergunta. Esse conjunto de significados vem de Cura e tarô dos caminhos dos anjos (em inglês) website. Os significados das cartas (veja Cartas individuais de tarô (em inglês) e a seção seguinte) são associados aos significados das posições. Além disso, as combinações de cartas ou pares de cartas também influenciam os significados. Em breve nossa equipe Clima Zen estará lançando apostilas com todas as tecnicas pra facilitar todo seu processo de estudo. Essa tecnica apresentada abaixo é muito boa e eu gosto muito de usar:


Foto cedida por Os caminhos dos anjos
Na seção seguinte, veremos uma leitura para mostrar como os significados das cartas podem ser associados às posições e aos pares para se chegar a uma interpretação.
Leitura das cartas e formação de um tarólogo
Depois que as cartas são colocadas na mesa, seus significados são interpretados com base no seu posicionamento e nas cartas vizinhas. Vejamos a seqüência da Cruz Celta:

Esta é uma abordagem para a leitura da seqüência da Cruz Celta de acordo com a taróloga e instrutora de tarô Joan Bunning.* À direita, podemos ver como o tarólogo interpreta algumas das cartas dos Arcanos Maiores.

As cartas de tarô têm diferentes significados, dependendo de onde se posicionam na seqüência. Eis aqui algumas das cartas e seus variados significados:

A morte: fim; transição; eliminação; forças implacáveis


  • o bobo: começo; espontaneidade; fé; insensatez evidente
  • a alta sacerdotiza: intuição; atenção inconsciente; potencial; mistério
  • os amantes: relacionamento; sexualidade; crenças pessoais; valores
  • o mago: ação; atenção consciente; concentração; poder

  • Para mais significados, veja Joan Bunning: cartas individuais de tarô (em inglês).



  • Comece olhando a seção do Círculo/Cruz. As cartas nessa posição representam o que está acontecendo na sua vida na hora da leitura.
  • Em seguida, olhe as seis primeiras cartas em pares. Essas cartas mostram um retrato da sua situação imediata. As cartas na posição 1 (a questão central) e na posição 2 (a questão secundária, que pode ter função oposta ou de reforço) identificarão o tema central da leitura. As cartas na posição 3 (a causa que pode ter uma influência inconsciente ou um significado mais profundo) e na posição 5 (suas atitudes e crenças, uma influência consciente, seu objetivo ou um futuro alternativo) representam coisas que estão acontecendo com você em diferentes níveis. E as cartas na posição 4 (seu passado, uma influência que já acabou ou algo resolvido) e na posição 6 (o futuro, uma influência que se aproxima ou um fator não resolvido) representam como pessoas e eventos estão passando pela sua vida.
  • Depois, olhe para a fileira ao lado direito da cruz, considerando de novo as cartas em pares. As cartas na posição 7 (como você é, como poderia ser, como se apresenta e como se vê) e na posição 8 (o ambiente à sua volta, o ponto de vista de uma outra pessoa e você como os outros o vêem) revelam sua relação com o ambiente à sua volta.
  • Por fim, olhe a carta na posição 10 (os efeitos gerais, seu interior, suas ações ou efeitos) para ver o resultado planejado.

  • Joan Bunning sugere que você mesmo se pergunte como se sente em relação ao resultado planejado. O que isso lhe diz?
    1. Volte e reveja as cartas que levaram a tal resultado e veja se há uma carta que se destaque como chave para esse efeito. Volte à carta 5 para ver se o resultado planejado também é mostrado como um resultado alternativo. Olhe a carta que representa o futuro próximo, na posição 6, para ver se ela contribui com o resultado planejado. Por fim, olhe a carta na posição 9 (orientação, fatores principais, esperanças e medos ou fatores omitidos) para ver se há relevância.
    Cartas invertidas
    Como cada carta de tarô tem uma figura voltada para certa direção, é possível que elas fiquem viradas na direção oposta ao se dar as cartas. De acordo com a maioria das fontes, isso não muda o significado da carta, simplesmente enfraquece o impacto do significado. Eu percebi que a grande maioria dos tarologos brasileiros não usam muito essa importante tecnica das cartas invertidas e por isso se perdem, pois isso muda muito as caracteristicas do jogo. Fique ligado, e acima de tudo inove! Breve trarei mais informações pra vocês, nossa equipe tá trabalhando duro pra isso.
    O Tarô pra ser entendido tem que ser assimilado. Tanto em nivel espiritual, mental e ritualistico, quanto em nivel simbolico. Tem que ser um precesso completo, porque mesmo que as pessoas aprendam a usa-lo muito bem só em nivel simbolico, ao enfrentar questões de ordens mais complicadas ficarão perdidas. Por isso o metodo pessoas é de suma importancia que seja desenvolvido.

    carlinhoslima76@hotmail.com
    *As imagens e parte das informações vem do site: www.learntarot.com

    Carlinhos Lima - Astrologo, Tarologo e Pesquisador
    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

    Seguidores

    Marcadores

    astrologia (178) magia (81) signos (80) espiritualidade (60) conceito (57) comportamento (55) Astrofísica (54) espaço (53) (52) umbanda-astrologica (50) tarô (47) esoterismo (39) pesquisa (37) previsões (37) taro (35) mulher (34) conceitos (33) pesquisas (31) gostosa (30) umbanda astrológica (29) estudo (26) astrofisica (25) horoscopo chinês (25) planetas (24) religião (24) horoscopo (23) ciência (21) bem estar (20) climazzen (20) cabala (19) arcanos (18) astronomia (18) lua (18) destino (17) energias (17) terra (16) vibrações (16) arcanjo (15) cosmos (15) saúde (15) ifá (14) zodiaco (14) estrela (13) exu (13) mapa astral (13) planeta (13) umbanda-astrológica (13) Nasa (12) Quíron (12) beleza da mulher (12) 2012 (11) ogum (11) poder (11) sensual (11) atriz (10) biblia (10) ensaio (10) fotos (10) lilith (10) lingerie (10) prazer (10) Candomblé (9) Estrelas (9) Foto (9) Sol (9) dragão (9) estudos (9) numerologia (9) protetores (9) rituais (9) Marte (8) RELAÇÕES MÍSTICAS (8) ancestrais (8) apresentadora (8) axé (8) cientistas (8) escorpião (8) ex-BBB (8) galáxia (8) mistério (8) odús (8) posa (8) 2016 (7) Astrônomos (7) astros (7) beleza (7) busca (7) energia (7) magia sexual (7) plutão (7) política (7) regente do ano (7) São Paulo (6) ano do Dragão (6) arcano (6) carma (6) casas astrologicas (6) força (6) mago (6) metodos (6) orgasmo (6) praia (6) saude (6) vídeo (6) astrologia sexual (5) babalawo (5) biquíni (5) caboclos (5) calendário maia (5) criança (5) câncer (5) mediunidade (5) proteção (5) reencarnação (5) sexualidade (5) xangô (5) Capricórnio (4) Amor e sexo (3) anjo de hoje (3) anjos da guarda (2) ( 45 graus ) (1)